Buscar
  • lumanzin

DE ONDE VEM A INVEJA DO SUCESSO DO OUTRO

a força e a coragem são invejáveis por qualquer um que tenha sonhos ou vontades. o problema é a falta de sensibilidade em entender que mesmo aquilo que nos movimenta está acompanhado daquilo que nos para.


/perceba : parar não é necessariamente negativo, mas sim oportunidade de revisão.


não existe qualidade sem sofrimento


/perceba: sofrimento também não é necessariamente negativo, mas as vezes é.


não existe ‘o chegar’ sem sofrer, o sofrer sem parar, o parar sem antes ter se movimentado e o movimento sem sofrimento. a troca de ambientes, a troca de qualquer coisa que seja por qualquer outra coisa que seja _mesmo que tais coisas nem sejam de um mesmo assunto e/ou categorias_ é sempre sofrida.


sofro por que sinto sinto por que vivo vivo por que me movimento


a movimentação em si requer coragem e força.


então seguindo tal raciocínio : a inveja não mora no movimento do outro e sim na capacidade do outro de sofrer.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

dois clichês

Vivemos diversos clichês humanísticos no decorrer da vida, afinal não nos resta outra opção a não ser passar pelas coisas que diz respeito à humanidade - ao Ser e ao Estar. Os clichês são quase sempre

sobre homens 1

nascidos e criados em poços de insegurança e uma falsa-dominância, os homens, coitados, sofrem diariamente com diversos traumas. não aguentam as culpas que carregam, não entendem os próprios instintos

  • Branca Ícone Deezer
  • Branca Ícone Spotify
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram